Blog – Lucas Leão

Android

A Motorola e o descaso com Updates Android

Comprei este mês um Motorola Xoom wifi. Inicialmente hesitei pois compraria um equipamento mais caro do que o ipad2, que é padrão de mercado e tem farto conteúdo disponível, ao invés disso teria um hardware robusto, saída hdmi, acesso a USB, além da filosofia de um android que acredito ser mais flexível e me deixa mais confortável que a do mundo Apple. Além de tudo já tinha tido uma experiência frustrante com o Milestone por conta do descaso da Motorola com os updates de software do produto e ter de ter recorrido ao cyanogen para ter uma atualização para android 2.3. Só recentemente a Motorola alardeou no seu twitter android 2.2, onde já deveria estar fazendo era a 2.3.

 

Os primeiros dias com o aparelho foram de namoro, já que o hardware dele é realmente impressionante e minha relação com ele tinha tudo para dar certo. Porém, observei pequenos erros e travamentos no android 3.0 e comecei a perquisar sua origem e como já imaginava a estabilidade  e até as funcionalidades que eu esperava estava no update 3.1 do android feito pelo google. Daí me veio logo a lembrança da raiva que tive com o milestone.

Não deu outra, a Motorola falhou novamente(agora pela ultima vez, já que não compro mais nada motorola até que tomem vergonha na cara). O que mais de indigna é o fato deles terem atualizado o Xoom nos EUA para android 3.1 e que lá têm o mesmo hardware daqui. O que está acontecendo? O dinheiro deles vale mais do que o nosso? Nada disso, apenas lá eles dão valor à experiência com a marca e se a Motorola fizessem com eles o que faz conosco era capaz até de dar processo na justiça.

O descaso da Motorola com seus usuários mostra seu despreparo para atuar no mercado de smartphones e tentam usar aqui a filosofia que vem do ambiente anterior onde se comprava um celular e para ter qualquer tipo de alteração era necessário comprar a versão nova dos aparelhos, tornando-os quase que descartáveis, e a simples troca de um firmware exigia no mínimo uma visita à assistência técnica autorizada.

O que falta na verdade é visão do novo mercado, que é bilionário, porém altamente dinâmico. Diria até um pouco de falta de inteligência também, já que a Apple já tem uma metodologia estabelecida e funcional, porquê não copiar?

Já li algumas frases em alguns blogs que diziam que os updates são apenas “fogo de nerd” e que na verdade não mudam nada. Saibam todos que updates não trazem somente novidades, mas principalmente correção de bugs e melhorias muitas vezes imperceptíveis individualmente, porém dão estabilidade ao conjunto e trazem a sensação de bem estar e lhe fazem pensar que fez um bom investimento. Está aí na verdade o ponto que deveria ser notado pelas diretorias de marketing de empresas como samsung e motorola: a valorização da marca.

Valorizar a marca nada mais é do que o reflexo da lembrança que ela te traz. Quem tem iphone sabe muito bem o que é isso. A empresa tem uma política de atualizações bem definida e constante. Não concordo com o itunes como única maneira de acesso ao espaço do celular, mas enfim estas são as diferenças de satisfação que os concorrentes deveriam explorar. Esta preocupação da Apple faz com que ao trocar o aparelho queiramos a versão mais nova da mesma marca.

Outro ponto crítico é a segurança. Os recentes ataques hackers mostram que estamos cada vez mais expostos e torna-se fundamental a constante atualização dos sistemas operacionais que acessam a web. Isto acentua a necessidade de respeito aos updates por parte dos fabricantes. Os updates são na verdade um direito nosso e devem ser feitos imediatamente e não após meses, anos.

Fabricantes que embarcam android precisam ficar atentos às suas responsabilidades após o lançamento do produto. A nós cabe lembrar daqueles que nos respeitam a cada compra de gadget. E não adianta vir com esta história de que o android é responsabilidade do Google e que vocês não podem fazer nada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*